Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Página inicial > Notícias > #8M 2020: Mulheres que fazem toda a diferença no IFPA
Início do conteúdo da página

#8M 2020: Mulheres que fazem toda a diferença no IFPA

Criado: Terça, 17 de Março de 2020, 12h35 | Publicado: Terça, 17 de Março de 2020, 12h35 | Última atualização em Quarta, 01 de Abril de 2020, 11h42 | Acessos: 95

De 9 a 31 de março, o Instituto Federal do Pará - IFPA postou, em seu perfil oficial no Facebook, histórias de mulheres que fazem parte da nossa história como instituto. Uma simples homenagem aos mês das mulheres e que reuniu histórias de força, superação, esperança e sucesso. 

Conheça um pouco sobre a Allena, nossa representante da EAD e primeira história divulgada pelo projeto #8M 2020 IFPA:

Era dezembro quando Allena Gomes, 19 anos, vestiu a beca e foi receber o diploma no campus do Instituto Federal do Pará – IFPA, em Abaetetuba. Hoje, três meses depois, a jovem ainda não trabalha como Técnica em Informática para Internet, mas mantém viva a esperança de atuar na área para a qual se formou. “Desistir é para os fracos”, diverte-se. Embora tenham sido palavras em tom de brincadeira, Allena realmente entende de lutar e não desistir fácil.
Aos seis anos, ela perdeu a mãe e, pouco depois, o pai teve um derrame e não pôde mais ajudar a cuidar dos três filhos. Assim, Allena morou um tempo com a avó antes de ser criada pela tia com mais três primas que hoje considera irmãs. Foi essa tia quem ouviu no rádio a oportunidade de estudar o ensino técnico, na modalidade a distância, concomitante ao ensino médio, pelo programa MedioTec. E foi ela quem inscreveu Allena e uma das filhas.
Ao terminar o ensino médio, em 2018, contudo, Allena precisou voltar a morar com a avó e a começar a trabalhar. Foi ser babá em uma casa de família, enquanto ainda cursava o último ano do curso técnico. Mesmo sendo EAD, o ritmo do trabalho a impedia de participar de várias atividades presenciais que o curso exigia. Pensou em desistir diversas vezes, mas teve todo o apoio dos professores e dos colegas para continuar.
“Se eu fosse resumir em uma palavra, eu diria que foi gratificante, porque o IFPA oferece um ensino bem especializado, né? E o melhor de tudo é que é gratuito. Os servidores, os professores, todos são pessoas muito carismáticas, muito gentis. A gente se sente acolhido, sabe? É uma família que se cria ali, né? É como se você estivesse em casa. Então, foi ótimo. Muito gratificante, sem falar do peso no meu currículo, né? Eu acho que um curso técnico com o Instituto Federal pesa muito no currículo”, empolga-se ao lembrar dos tempos do curso.
Março é o mês das mulheres. Mulheres que, como Allena, batalham para ter seus sonhos realizados. É o último mês dela na casa da família que a empregou. Ela decidiu sair para se dedicar aos estudos. Ano passado, mesmo trabalhando e terminando o curso técnico, teve uma boa nota na redação do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem, mas as outras médias precisam melhorar. Esse ano, ela tentará outra vez ingressar na universidade e dará continuidade aos seus sonhos. Afinal, como ela mesma disse: “desistir é para os fracos”. E não para Allena!

Texto: Íris Jatene - Jornalista CTEAD

 

As mulheres fazem toda diferença no IFPA. Conheça algumas delas:

 Allena  Maria do Carmo Isilda  Giselly   Lidirlaine 
 Diselma  Rayza  Marília  Sarah Shauma
 Rosângela  Camila Tais   Gleiciane   Davanilda 
 Fernanda  Jane  Manoela   Vânia   Edléia 
 Tamires  Andreza  Sebastiana  Gil Alcineide
Wanessa Josiane Ana Carolina Elinilze Thais

 

Sem dúvida, o IFPA se orgulha de fazer parte das vidas dessas mulheres! Veja essas histórias e outras notícias no Facebook Oficial do IFPA!

registrado em:
Fim do conteúdo da página
-->