Ir direto para menu de acessibilidade.
Brasil – Governo Federal | Acesso à informação
Página inicial > Notícias > Vantagens e desvantagens da Educação a Distância
Início do conteúdo da página

Vantagens e desvantagens da Educação a Distância

Criado: Terça, 06 de Março de 2018, 11h34 | Publicado: Terça, 06 de Março de 2018, 11h34 | Última atualização em Terça, 06 de Março de 2018, 11h34 | Acessos: 310

Por Rosana Bernini*

A educação a distância (EaD) está em pleno desenvolvimento e, mesmo favorecendo a inclusão social, a flexibilidade, a liberdade, a comodidade e a praticidade para quem deseja capacitar-se, há quem ainda a veja com certa desconfiança.

Essa modalidade educacional é cercada por mitos e verdades que precisam ser esclarecidos e resolvidos para que a EaD cumpra sua missão de socialização da aprendizagem, ou seja, a democratização do ensino.

Pois bem. Dentre as vantagens de se estudar a distância, podemos elencar, primeiramente, a flexibilização do horário, ou seja, você ajusta seu período de estudo de acordo com sua disponibilidade de tempo. Essa vantagem beneficia aqueles que trabalham e não têm como frequentar um curso regular.

Outra vantagem da EaD é a liberdade que ela oferece para escolher o melhor lugar para realizar seus estudos, sem que necessariamente você tenha um espaço geográfico determinado para este fim. Esta vantagem é um grande benefício para quem tem dificuldade de deslocar-se até a instituição, que muitas vezes pode estar localizada em outras cidades, estados ou, até mesmo, outros países.

Mais um benefício da EaD é o fato dessa modalidade favorecer a aprendizagem dos adultos, de maneira mais enfática, uma vez que, alicerçada na Andragogia, que é a arte ou ciência de orientar adultos a aprender,  possibilita a construção de aprendizagens significativas e aplicáveis ao cotidiano desse público. Esse fato beneficia todas as pessoas que se capacitam com o objetivo de aprimorar e aplicar, quer seja no trabalho, quer seja na vida pessoal, todos os conhecimentos edificados.

O uso de tecnologias para “entregar” o conteúdo é mais uma vantagem da educação a distância. Com recursos cada vez mais desenvolvidos, a busca pelo conhecimento se torna cada vez mais fácil, uma vez que, na internet, as informações estão à disposição para quem queira usá-las. Porém, existe uma ressalva: é preciso muita cautela na seleção das informações que você usará como base para a construção do seu conhecimento. Fiquem atentos!

É fato que a EaD não tem apenas pontos positivos, ou vantagens. Assim como a modalidade presencial, ela também apresenta algumas desvantagens.

Uma delas pode recair na escolha do Ambiente Virtual de Aprendizagem (AVA), que nada mais é do que a sua sala de aula virtual. É onde você posta suas atividades, interage com professores e colegas de curso, faz as leituras indicadas, enfim, é o seu espaço de aprendizagem.

Por isso, é imprescindível que as instituições ofertantes de educação a distância tenham conhecimento sobre esses ambientes virtuais e que façam uma seleção consciente, considerando não só os aspectos pedagógicos, mas também a acessibilidade, a navegabilidade, verificando se é um ambiente responsivo, ou seja,  que permite o acesso do aluno tanto pelo computador quanto por tablet ou por outro dispositivo móvel, de maneira a garantir a satisfação de todas as necessidades do educando.

É preciso levar em conta se o ambiente é intuitivo, ou seja, se permite ao aluno “navegar” sem maiores dificuldades. Deve-se avaliar também se o AVA escolhido permite a inserção da metodologia idealizada para o curso. Um ambiente virtual que não proporcione uma boa navegabilidade e que dificulte a construção de aprendizagens por parte do aluno é um fator desmotivador e, com certeza, gerador de desistência, de evasão.

Outro ponto que pode ser caracterizado como desvantagem na EaD, quando não aplicado corretamente, é a questão do feedback, ou seja, o retorno que o aluno deve receber do tutor ou do professor.

Na modalidade presencial, esse feedback é imediato, pois o professor está no mesmo espaço físico que o aluno. Já na modalidade EaD, há quem diga que a distância física acaba comprometendo um pouco essa comunicação, que deixa de ser imediata e passa a ser mais morosa, trazendo a sensação de que o feedback deixa a desejar.

Para minimizar ou sanar essa sensação de “solidão” que você pode sentir quando demora a receber uma resposta do tutor ou do professor, aconselho que estes profissionais acessem o ambiente virtual, pelo menos, duas vezes ao dia, preferencialmente pela manhã, porque terá acesso às dúvidas de quem postou na noite anterior, e à noite, pois assim visualizará as dúvidas postadas durante o dia.

E, por falar em tutores, é fundamental que eles se capacitem para exercer a tutoria, pois esta é uma função diferenciada, que exige tempo, comprometimento, habilidade empática e que está diretamente ligada ao sucesso do aluno e do curso.

Para você que é um aluno da modalidade a distância, fica a dica: nunca deixe suas atividades para o último dia! Pode ser que você tenha alguma dúvida em relação à tarefa e que o tutor não o responda em tempo hábil. É viável considerar, também, que possíveis problemas relacionados ao acesso no AVA poderão ocorrer, por exemplo, a plataforma pode estar com algum problema, a internet pode deixar você na mão e, dessa forma, você perde o direito de reclamar, já que deixou a atividade para o último dia, passando a impressão de que não se importa com o cumprimento de prazos ou que não está interessado no curso.

Na lista das desvantagens está também o planejamento educacional, quando não elaborado com a devida importância. Dessa forma, para que ele seja considerado uma vantagem, deve ser organizado de maneira a responder aos desafios da aprendizagem e, principalmente, oferecer caminhos que conduzam a execução, o acompanhamento e a avaliação do processo de ensino-aprendizagem.

Toda modalidade educacional requer uma metodologia adequada aos princípios filosóficos e aos objetivos a que se destina. Na EaD não é diferente. Um curso mal estruturado dificulta a construção de aprendizagens, uma vez que não existe uma sequência didática em relação aos conteúdos a ser abordados. Essa característica dificulta a compreensão por parte do aluno, que, se sentindo “perdido”, abandona o curso.

Minha sugestão nesse quesito é, primeiramente, para você, aluno. É de sua responsabilidade escolher uma instituição que ofereça tudo o que você busca, necessita e acredita ser necessário para capacitar-se. Portanto, se você fez uma escolha mal feita ou, de repente, foi até intencional, por achar que na faculdade escolhida o estudo seria mais fácil, mais barato, que conseguiria um diploma em menos tempo, deve assumir os riscos e os prejuízos, ou seja, realizar um curso que não acrescentará nada.

Para as instituições, a minha sugestão é para se atentar para a realização de um planejamento de curso criterioso, que considere, além do seu público alvo, todos os aspectos relevantes em termos de metodologia, principalmente no que diz respeito à Andragogia, pois é por meio dela que o aluno construirá aprendizagens significativas e aplicáveis ao seu cotidiano.

Por fim, entre vantagens e desvantagens da educação a distância, o fato é que essa modalidade tem crescido assustadoramente e garantido a disseminação e a popularização do conhecimento a todas as pessoas que buscam, na EaD, uma oportunidade melhor de vida.

 

* Rosa Bernini é Pedagoga, especialista em Planejamento Implementação e Gestão da Educação a Distânica  e também em Design Instrucional para EaD Virtual. Atua como Coordenadora Pedagógica na Woli Tecnologia e Gestão em RH e como Supervisora/Diretora na Rede Municipal de Educação.

Texto originalmente publicado no site do Diário de Araxá, em 28/02/2018.

registrado em:
Fim do conteúdo da página
-->